Terça-feira, 3 de Julho de 2007

Nunca


'Couple at intersection' de Shirin Neshat
                                        “Couple at intersection”  de Shirin Neshat


Nunca consegui
interpretar o amor
ou decifrar a vida.
E, agora,
depois de mil anos,
te encontrei
e não sei quem és.


De: João Costa Filho




publicado por jpcfilho às 21:55
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Giselli a 4 de Julho de 2007 às 06:06
"Absurdamente" lindo!
(Uma pontada no peito.)
=)





De jpcfilho a 4 de Julho de 2007 às 09:48
Olá Gisseli, obrigado pelo absurdamente. E volte sempre...beijos


De Mel de Carvalho a 4 de Julho de 2007 às 08:11
É, meu amigo, tantas coisas que nunca haveremos de ser capazes de interceptar ...

Gostei deste teu poema. Pequeno e com muito sentido

Um abraço
Mel


De jpcfilho a 4 de Julho de 2007 às 09:49
É isso aí Mel, obrigado como sempre, logo estarei conferindo teus belos trabalhos...beijos


De Secreta a 4 de Julho de 2007 às 09:37
Faço minhas as tuas palavras ... Posso ?
Beijito.


De jpcfilho a 4 de Julho de 2007 às 09:51
Olá Secreta, eu faço das suas as minhas. Pode!
beijos.


De Cöllyßry a 5 de Julho de 2007 às 17:56
O amor não se interpretar, sim vive-lo...
Hoje só doce beijo


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds