Domingo, 15 de Julho de 2007

Tua dor


'Silence' de Fernand Khnopff
              “Silence”  de Fernand Khnopff


Deixa que o mundo
se exploda,
que tuas narinas
exalem fogo,
que o fígado sofra cirroses.
Deixa que a terra trema,
que o mar balance
em ninar,
que teu coração chore
montanhas.
Deixa tuas metáforas
rubras de silêncio
e os segredos só teus.
Deixa a dor dormir
em teu peito
e não traduzas no rosto
tua agonia.
Pisa a terra fria,
bem em cima de tuas mágoas,
e cala, sempre cala.
Se tua dor a ninguém pertence...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 22:59
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De cõllybry a 16 de Julho de 2007 às 01:07
Que imporata ao Mundo tua dor? s ela anda doente de Alam...

Bjca doce meu lindo poeta


De jpcfilho a 16 de Julho de 2007 às 09:54
Olá collybry, que importa nossa dor a alguém, minha linda poeta...beijos.


De Secreta a 17 de Julho de 2007 às 09:47
Calar a dor ? Como? Alguém me ensina ?


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds