Domingo, 22 de Julho de 2007

Egoísta


'The miser' de Hendrick Gerritsz Pot
                     "The miser"  de Hendrick Gerritsz Pot


Ele não se importava com os pássaros.
Sequer, via a luz, a não ser
em formas de sombras.
Também nunca esteve
na beira de um rio
ou do mar.
Os astros e toda a via láctea
lhe eram desimportantes.
Das estrelas,
ouvira falar de seu brilho,
mas não se interessara.
Que o mundo gira,
ouvira falar,
mas não se lembrava onde.
Que as flores e as matas
reverberam em cores
e luzes...
E as cascatas em sons
e arco-íris...
Nada disso percebia,
em sua cega rotina do nada.
Passou por aqui, se arrastando nas sombras
e nem se lembrava das sombras.
Era um homem esquisito e, amargo,
fechado como os cofres do mistério,
só escutava seu egoísmo
e, só pensando em si mesmo,
foi-se embora
e não viu nada,
nem ninguém se lembra dele...


De: João Costa Filho




publicado por jpcfilho às 21:48
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Secreta a 23 de Julho de 2007 às 15:57
Um ser egoista não vê nada além do seu próprio "eu"...
Beijito.


De jpcfilho a 24 de Julho de 2007 às 09:06
Olá Secreta, e o pior, é que, a maioria dos homens são assim...beijos.


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds