Quarta-feira, 25 de Julho de 2007

Vazio


 'Young man at his window' de Gustave Caillebotte
"Young man at his window" de Gustave Caillebotte


Enfim, vulnerável
ao teu tom,
ao teu som,
à tua cor,
a ti...
E eu a teus pés...
Basta um movimento
e o grito
fica no espaço,
onde estivemos...
E demovem-se montanhas...
E o vazio
volta a habitar
o vazio...
E as noites frias
são mais frias...
E, no olhar,
a infinita pergunta:
Por que vieste
e por que foste?...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:26
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Secreta a 26 de Julho de 2007 às 18:12
Há tantas perguntas para as quais não conseguimos encontrar resposta que nos contente ...
Beijito.


De jpcfilho a 27 de Julho de 2007 às 09:25
Pois é Secreta, e nunca conseguimos mesmo. Mas não custa tentar...beijitos.


De Cöllyßry a 27 de Julho de 2007 às 00:48
Ha meu lindo poeta, como somos todos vuneraveis...

Meu doce beijo

Ps, deixe seu rastoooooooo, no liink para outros poderem desfrutar deste belo canto poetico...

Cõllyrby


De jpcfilho a 27 de Julho de 2007 às 09:28
Olá Collybry, minha linda poeta E quem não for atire a primeira pedra...beijos.
PS. não sei como deixar rastro...


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds