Quinta-feira, 27 de Março de 2008

De Heróis e Santos


'Archeological reminiscence' de Salvador Dali
                                     "Archeological reminiscence"  de Salvador Dali


Não existem heróis
nem santos.
Existem devaneios,
e projeções
de nossos sonhos...
Todos tão somente humanos
em suas qualidades
inerentes e intrínsecas
do homem
e sua humanidade,
que, ao pesar, não é muito
do que nos pretendemos,
mas apenas projetos,
sonhos desesperados
de resgatar,
mesmo que em outros,
um sentido mais nobre
para a vida,
para o homem
e sua estatura.
Se, por um momento,
perquirirmos os personagens,
veremos que
os heróis, os santos
e nós mesmos
somos de barro.
Por isso, padecemos
e dividimos
todos os bens
a nós doados,
igualmente...
A nós, aos heróis,
aos santos e aos demônios,
que nos fazem unos...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 15:12
link do post | comentar | favorito
|
20 comentários:
De ana poeta. a 27 de Março de 2008 às 21:03
J.C.Filho.

Poetamigo.

Tds temos um pouco de anjo/demônio e é isso q nos faz seres contraditórios. Essa miscelanea de sentires é algo ímpar e mesmo assim estamos sempre na busca pra tentar entender o q foge do sentido. Seu poema nos traduz tds esses devaneios q pertubadoramente nos cerca a cd instante.Serr ou não ser, herói, santo, imortal???

Beijos Poéticos.
;***


De Sonhosolitario a 28 de Março de 2008 às 09:05
ola amiguinho bom dia .lindo e muito verdadeiro este seu poema como não devia deixar de ser .e vida tem tudo isso e nós temos de nos prefeiçoar ,para vivermos,mais feliz ,,,
adorei continua amiguinho um abraço e ate breve....
sonhosolitario


De Secreta a 28 de Março de 2008 às 09:19
Olá ,
Concordo plenamente com estas tuas palavras!
Tem um bom fim de semana.
Beijito :)


De paulovilmar a 28 de Março de 2008 às 12:21
João!
O mesmo barro que nos molda nos distancia e por fim nos une...
Belo momento!
Abraços


De poetaporkedeusker a 28 de Março de 2008 às 12:56
Olá João! Vim ver como ficava no teu "espelho de sombras". é que no meu atelier/zoológico nem tnho tempo para m ver ao espelho. Há sempre tanto que fazer! Meu Deus... vocês têm todos uns talentos...
Eu não percebo nada de informática, mas também gosto tanto do meu template que não o trocaria por nada no Mundo. Neste momento e durante ainda muito tempo não tenciono mudar o visual do poetaporkedeusker. Pelo menos até que Deus queira mesmo...
Abraço!


De poetaporkedeusker a 28 de Março de 2008 às 13:04
É muito bom o que nos fazes constatar nste teu poema.
Acho que o que fiz ontem no elétrico e publiquei hoje, se lhe adequa na perfeição. Depois esprita o "Estranha sorte" no poetaporkedeusker e vais ver se não é uma resposta ao teu. Ai, estas coincidências...


De efeneto a 28 de Março de 2008 às 12:58
Roubei do corvo a cor
esvoaço sem sentido na noite.
De norte a sul só a escuridão
e um pássaro de asas quebradas
perdido na imensidão.
Aliso as penas de novo
e sonho-me a levitar
por entre nuvens e mares
à procura da ilha prometida.
Enquanto a procuro venho aqui
Desejar um óptimo fim-de-semana
Na companhia de quem mais ama.

abraço...já volto mais tarde


De mixtu a 28 de Março de 2008 às 15:30
se existem?
existem
e são anónimos...
santos... rogai por este pobre poeta (tu)
heróis... não se aproximem deste poeta...

yayaya

abrazo serrano


De Bruxinhachellot a 28 de Março de 2008 às 18:00
"Não existem heróis
nem santos.
Existem devaneios,
e projeções
de nossos sonhos..."

Adorei sua poesia, principalmente essa parte.

Beijos desejosos.


De São Banza a 28 de Março de 2008 às 18:03
Gostei o poema e da música.
Permita-me porém, discordar por inteiro da demissãoface ao transtorno da juventude actual que a pergunta deixada no nosso caro amgo Pulo Vilmar implica!!
Que podemos fazer?..
Educr adequadamente os nossos filhos e filhas , or-lhe limites , fazer-lhes sentir quando erram!

Baixar os braços e pactuar , é que jamais!!


De ana poeta. a 28 de Março de 2008 às 19:57
Poetamigo.


Te escrevi hj dois e-mails, não sei se abriste ou deletaste, ms de qq forma, espero q tenha chegado pelo menos um em tuas mãos.rs...

p.s: Qq coisa meu é: s.metade@uol.com.br

Beijos Poéticos.
;***


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.Link em selo



.links

.pesquisar

 

.subscrever feeds