Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

Eros e Bacchus


'Bacchanalia' de Nicolas Poussin
                                               "Bacchanalia"  de Nicolas Poussin


As forças que habitam Eros
e Bacchus
me empurram
para as desídias
de banquetes chinfrins,
de vinhos e putas
de onde vim.
Lá, onde a luta
é um meio
e o álcool
e a mulher
acontecem
em danadas doideiras,
desvaira, emociona,
transporta
para velozes sufocos,
pois nunca chegamos a lugar algum,
mas ao fim,
de alma sangrenta
dos remorsos de nada
ou fim de tudo...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:37
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De vieira calado a 1 de Setembro de 2007 às 00:09
Também sou apreciador deste tipo de poemas.
Acontece que, às vezes, tambémescrevo assim.Um abraço.


De jpcfilho a 1 de Setembro de 2007 às 09:50
Olá Viera Calado, se escreves este tipo, então é mais que justo que eu os vá ler> Me aguarde. Grande abraço


De Cöllyßry a 1 de Setembro de 2007 às 17:45
Tenho andado ausente, vou retomando aos poucos...este meu canto não é novo...e é um prazer ter sua visita...

E que dizer deste arrebatado poema?

Doce beijo lindo Poeta...


De jpcfilho a 2 de Setembro de 2007 às 09:40
Olá Collybry, não diga nada, só não se ausente tanto tempo. O mundo dependende de você.. Um lindo domingo. beijos.


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds