Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2010

...

 

 

 

 

 

A dor

 

Sem auto-piedade amigo

sem comiserações se puderes

pois se tua dor é só tua

tão tua

que melhor seria contá-las às flores,

ou as estrelas

chorá-las nas montanhas,

ou dizê-las aos pássaros,

que  levarão para bem distante

teus lamentos...

Se desabafares aos amigos,

correrás riscos de os enfadares

ou os terás solidários

por ínfimos instantes...

Tua dor é só tua,

Porém, se tiveres um grande amor

daqueles cinematográficos...

Aí sim! Desabafa todas as tuas angústias,

mágoas e desgraças,

que ela chorará contigo solidária

e dividirá tuas infelicidades

e se mutilará por teu sofrimento até o cair do pano...

Por isso repito que tua dor é só tua

e não tentes injetá-la em ninguém mais

pois ela é intransmissível

 os outros têm medo da contaminação e do enfado

 assim ficarás ainda mais solitário

com Ela, Tua, e inseparável: Dor

Ela é só Tua, não a dividas, pois  ainda mais lamentarás...

 

João Costa Filho

 

 


publicado por jpcfilho às 13:35
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De M.Luísa Adães a 15 de Dezembro de 2010 às 20:17
Conheço tantas dores,
Aprendi a viver com elas.

Feliz não me tornou,
Mas nunca compartilhei a dor.

Nunca encontrei entendimento
E calei meu tormento.

Morei com ela na minha casa,
Mais anos, do que os meus anos.

Amigos, só para festas tentadoras,
Nunca para contar minha dor.

Também não tenho amigos,
Em tempos pensei que sim.

Me enganei, eram inimigos
E não acreditei...

Mas a dor foi contada sim,
Como se fosse de outros,
Não de mim.

Nem meu amor pode partilhar a dor,
Sempre isso entendi e aceitei.

Se a tenho, fico com ela,
Choro lágrimas interiores.

A dor me pertence,
Só ela me pertence.

Nada mais é meu,
Verdadeiramente meu.

A dor é minha,
Não a posso repartir.

Não a amo, a odeio,
Mas ela comanda meu anseio.

E quando ela vem,
Tudo é dor e nada mais...

Ela é a Velha Senhora
Domina e mata!...

Maria LuísaAdães


Esta resposta vai saír nos meus versos, em resposta
aos versos de joão Costa Filho do RJ.

Não já, mas mais tarde quando estiver em Portugal!
A 31 de Janeiro vou estar no Rio.

Para me escreveres, escreve para o google,
os7degraus, não tenho acesso a email. O pc não é meu!

Diz se gostas da resposta!

Um abraço

Maria Luísa



De M.Luísa Adães a 18 de Dezembro de 2010 às 13:14
Boa oportunidade para me encontrares no Rio,

mas já fizeste a despedida...

NATAL FELIZ!

Maria Luísa


De M.Luísa Adães a 23 de Dezembro de 2010 às 12:43
Obrigada por me enviares teu fone, mas os que me acompanham têm lugares a percorrer e não vão ter tempo para poetas (não gostam de poesia).

Eu sou visitante e não posso mudar os outros.

Lamento! Se possível, telefono!

Feliz Natal,

M. Luísa


De Esyath Barret a 3 de Janeiro de 2011 às 14:26
João,

estes versos... Meu Deus, dizem exatamente o que acontece conosco...
As pessoas hoje em dia estão presas demais em suas vidinhas "mais ou menos" para se preocuparem com o sofrimento alheio, é como se supusessem que o universo termina em seus umbigos e aí quando há sofrimento em alguém, os outros, ditos amigos sequer conseguem lhe dedicar um olhar de compaixão...
Mas isso não é certo... Não devíamos nos trancar em nós mesmos, porque quando isso acontece, acabamos também aprendendo a não dividirmos sequer o que temos de bom e quem somos... E isso é que nos faz sermos humanos... a capacidade de conviver com outros da mesma espécie, de nos agruparmos e de amarmos...

FELIZ 2011!!!!

Beijos (Des)conexos!!!!!
www.historiasdesconexas.blogspot.com


De Secreta a 10 de Janeiro de 2011 às 11:20
A nossa Dor, apenas nós a devemos sentir...impiedosamente.


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds