Domingo, 30 de Dezembro de 2007

Meu tempo é teu

 

 

Tresvario, loucas aparições

em mim, enfim...

Doudo frenesi, sortilégios,

versos que cavalgo,

manco de rimas,

tranco de pudores.

Teus olores, fragrantes

perfumam distancias

que me consomem.

Refém dos sentidos

não tenho sentido

esperança, e, ou futuro,

se todo, sou tu.

Sou os versos tortos

que ninguém ousou,

o vento sem sentido

a brisa passageira.

Passo chuva, ardo sol,

nesse exercício de

excitado arrebatamento.

Já não me sigo

já não me sinto,

sou todo entrega...

Perdi os caminhos de antes

depois que dividistes

meu tempo...

 

João Costa Filho


publicado por jpcfilho às 08:08
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007

Meus pecados

 

Estou perfeitamente

disponível,

todas as manhãs e noites.

Faça-se em mim

todas as tuas vontades.

Meu maior anelo

é doar-me a ti,

e que passes pelo meu corpo

como um tsunami

e me convertas pó de tua luxúria

dôo-me a ti em todas as horas

e me penso sempre teu

apêndice, gêmeo, siamês,

grudado em brasa,

enunciando coisas inesquecíveis.

Amando-te, me torturo

pois necessito cavalgar

o leão que quero ser,

viajar nos teus braços 

fluentemente,

e ao sabor das correntezas,

pecarmos todos os pecados,

até o  amanhecer devasso

de uma nova vida...


publicado por jpcfilho às 08:16
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Terça-feira, 25 de Dezembro de 2007

Caminha homem

 

 

Caminha homem, porque

ninguém decifrará teus enigmas

ou pranteará tua dor.

Ninguém quererá saber

do que sofres,

ou entenderá teus mistérios.

Tua dor é só tua

e teu pranto, a ti pertence.

Como deve ser teu

o silêncio.

E tua agonia, ninguém dividirá,

toma todas as mãos

que te fazem uno,

e  serás, os outros.

Mas teus mistérios

sempre serão teus.

Não  fales de opostos,

nem publiques teus dissabores

ou teu calvário.

Se assim afastarás o próximo,

como antes o anterior...

E tua cruz é só tua,

a sós ficarás com ela.

Algumas mãos te afagarão,

outras bocas te beijarão...

Mas a longa estrada é tua,

só tua.

Caminha homem,

sem fazer alarde,

por este chão, que é só teu...

 

João Costa Filho

 

 

 

 

 

 


publicado por jpcfilho às 08:35
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 18 de Dezembro de 2007

Versos para ti

 

 

Tudo que sou, parece nada

quando me olhas, e atravessas-me

sem me perceber.

Hesito e não existo

e existes,   e hesito.

És o horizonte

a planície, o planalto,

e todos meus planos,

enganos, e desenganos.

Tudo que projeto,

está contigo: tua imagem

teus modos, teu ser,

tua índole, teu caminhar

feitio e feição,

de corpo solidão,

ajustam-se aos meus anseios.

És, a dona de meus sonhos.

fotografia única pregada em mim.

Meus olhos te aplaudem

todas as manhãs,

e quando anoiteço

faço-te versos...

 

João Costa Filho

 

 

 


publicado por jpcfilho às 23:57
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

Mulher


'La Grande Odalisque' de Jean-Auguste-Dominique Ingres
                           “La Grande Odalisque”  de Jean-Auguste-Dominique Ingres


Nuclear, mulher, espaço,
sonho, fantasia, mistério:
Histórias antigas.
Paisagem, musa, pintura:
Goya, Da Vinci,
Tom, Vinicius.
Força que emana, plana..

Paciência, sofrimento,

resignação.

Balsac, Chico,

Caimi.
O mundo disponível
espera-te, atento,
para a grande catarse.
Inexprimível, inatingível,
iconoclasta inexplicável,

incandescente...
Poema, verso, reverso...
Além, muito além... Tudo!
Mãe, filha, mulher, amante,
princesa, rainha, gênio.
A caixa de Pandora,

Venus, Marte,  Sol,
a música, as artes,a força,
a reverberação...

Raiz da vida.
MULHER!


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 19:55
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

.Ao som de:


.mais sobre mim

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.Link em selo



.links

.pesquisar

 

.subscrever feeds