Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

Vulcão


'An eruption of Vesuvius' de Joseph Wright
                                 “An eruption of Vesuvius”  de Joseph Wright


Tenho todas as esperanças
possíveis:
das ausências que esperam
às presenças que subtraem
e ficam pálidas,
nesse silêncio de ecos...

Preciso de todas as fantasias,
mas só contemplo minha ansiedade,
onde carências
passeiam em mim
todas as manhãs
e noites...

Essas aves geladas
são companheiras fiéis,
são rotina...

Mas, ainda assim, espero
rir, amar e cantar,
expandindo toda a chama
de meus sentimentos
abafados,
como vulcão
que dorme.


De: João Costa Filho


 


publicado por jpcfilho às 14:01
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

Um simples enigma


'Les Heures  LÉternité et la Mort' de Xavier Mellery
                                “Les Heures – L’Éternité et la Mort”  de Xavier Mellery


E o passado
quando passa?...
Perguntou ontem
ao hoje.
E o presente?...
Argúi-me o agora.
E o hoje? Na ágora?
O futuro dirá?...
Que futuro? Que ontem?
Onde o amanhã?
Atemporais? Espaciais?
Estou solto nesse rodamoinho
tempo-espaço:
atemporais nos temporais.
Roda a vida, roda tudo,
roda tempo, roda o vento.
O que não roda?
A roda?...
Valerá a pena?
Um doce, pela resposta.
Dois doces,
pela resposta doce.
E quem viver verá? Viverá?
Veremos,
além das Escrituras?
Quem escreveu, sabia?...


De: João Costa Filho


 


publicado por jpcfilho às 20:03
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sábado, 6 de Dezembro de 2008

Madrugada de insônia


'Night and Sleep' de Evelin de Morgan
                                 “Night and Sleep”  de Evelin de Morgan


Eu tenho sonhos que
não devo divulgar.
São apenas sonhos
que não me autorizam
a dizer de mim.
São líricos, loucos, complicados

e, sob minha batuta,
executam louvores,
elevam os amores ao altar
e a rosa adorna a cova.
Concretudes, sonhos,
amores, dores, desejos,
solidão, desejos, promessa,
minha sobrevivência e dor,
meu alimento, construções,
desconstruções,
alma louca dando a volta,
rasgando estradas e rios,
eu viajando no vento,
à procura de mim,

da árvore perdida,

de coisas esquecidas,
do que quero para mim,

na catarse

de minhas cruzadas
nessa noite insone...


De: João Costa Filho


 


publicado por jpcfilho às 05:52
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

Traições


'Dreaming nudes' de Alfred Gockel
                                             "Dreaming nudes"  de Alfred Gockel


De repente,
acordo à noite
e vejo-as passar,
uma a uma,
como numa procissão,
de passos lentos
e olhos inescrutáveis,
e penso:
A quantas enganei
ou quantas me enganaram?
Então, faço os cálculos
e, pela média aritmética,
imagino
estarmos quites.
Viro-me na cama
e durmo tranqüilo.
Boas noites!...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds