Quarta-feira, 27 de Outubro de 2010

Amor animal


La passion
                        “La passion”  de Mathias Waske


Se depender de mim,
nos despiremos de hipocrisias
e atravessaremos o mundo,
como xifópagos e
amando, despudoradamente,
por todas as metrópoles
e circunscrições.
E em nossas imoralidades
desfilaremos Kama Sutra,
Sade
e todos os malditos
da santa geometria
da gênese
e do amanhecer,
reverberando em inovações.
A cada dia, tempo
para nosso êxtase,
para a finalidade maior,
por isso, monumental.
O Guiness da indecência
é a meta!
Faremos amor
em praças públicas,
sem medo,
pois só os pecadores
nos condenarão,
só os excomungados
nos excomungarão.
Senão,
compraremos
alguma indulgência
e, a posteriori, ganharemos o reino
com a exibição circense
de nosso coito-show.
Cumpriríamos
essa missão divina,
extravagantemente,
para que nos comentassem
nos céus e nos infernos.
E todos os oceanos e
montanhas
ecoariam nosso erotismo,
essa imensa vontade de mostrar
o quanto te acho santa,
o puro animal que eu sou,
para mim
e para ti,
assim grudados
em nossas
universalidades.


De: João Costa Filho


 


publicado por jpcfilho às 05:15
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds