Quarta-feira, 27 de Outubro de 2010

Amor animal


La passion
                        “La passion”  de Mathias Waske


Se depender de mim,
nos despiremos de hipocrisias
e atravessaremos o mundo,
como xifópagos e
amando, despudoradamente,
por todas as metrópoles
e circunscrições.
E em nossas imoralidades
desfilaremos Kama Sutra,
Sade
e todos os malditos
da santa geometria
da gênese
e do amanhecer,
reverberando em inovações.
A cada dia, tempo
para nosso êxtase,
para a finalidade maior,
por isso, monumental.
O Guiness da indecência
é a meta!
Faremos amor
em praças públicas,
sem medo,
pois só os pecadores
nos condenarão,
só os excomungados
nos excomungarão.
Senão,
compraremos
alguma indulgência
e, a posteriori, ganharemos o reino
com a exibição circense
de nosso coito-show.
Cumpriríamos
essa missão divina,
extravagantemente,
para que nos comentassem
nos céus e nos infernos.
E todos os oceanos e
montanhas
ecoariam nosso erotismo,
essa imensa vontade de mostrar
o quanto te acho santa,
o puro animal que eu sou,
para mim
e para ti,
assim grudados
em nossas
universalidades.


De: João Costa Filho


 


publicado por jpcfilho às 05:15
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De M.Luísa Adães a 31 de Outubro de 2010 às 10:27
João

Esse Amor animal é uma explosão de quem esteve muito tempo calado e se saturou.

Veio cá fora
não chovia
e se sentiu tentado
a fazer
a ser ele próprio
a comandar o mundo.

Se transformou num Deus
Erótico
Gritou, amou,
quebrou falsas morais
e se grudou,
àquela que ele considera Santa.

Belo e forte teu poema! Parabéns por voltares, nem
que seja, apenas, por um dia.

Mª. Luísa

p.s.

João eu te escrevo e o que escrevo, vem devolvido.

Se mudaste teu email (creio que sim) te esqueceste
de mim.
Manda teu email, pois já estou furiosa pelas
devoluções que recebo.
Aguardo!
Vou ao Rio, se Deus me ajudar. Lembra isso, Poeta
esquecido.

M.L.


De M.Luísa Adães a 31 de Outubro de 2010 às 20:45
João

Hoje mandei um email, acabou de ser devolvido.

O email a "Dor", o meu pc diz que não o pode abrir, pois não é seguro. Não é a primeira vez que acontece.

Vou mandar outro email.

Beijo,

Mª. Luísa


De M.Luísa Adães a 31 de Outubro de 2010 às 21:23
João

O teu email está correcto no livro de endereços,
mas os emails enviados são todos devolvidos.
Talvez o sapo possa dar uma indicação.

Quanto à "Dor" ,o poema foi escrito por ti?

E que pretendes que faça? Que apanhe a idéia e faça um a meu modo? Ou como é?
Hoje já não posso, é tarde em Portugal.

Responde a dizer o que pretendes e amanhã vejo
com atenção.

Quanto aos emails escreve para a administração do sapo a explicar o que se passa.

Beijos e uma Boa Noite

Mª. Luísa


De M.Luísa Adães a 2 de Novembro de 2010 às 19:07
João

Mais uma mensagem veio devolvida e foi enviada
hoje.

Eles dizem:

Hi this is qmail-send program at sapo.pt.

I´am afraid I wasn´t able to deliver your message to the
following addresses.

This is a permanent error. I´ve given up sorry it
didn´t work out

jocosfil@gmail.com

isto diz que há um erro permanente e não podem enviar a mensagem para jocosfil@gmail.com

E não há nada a fazer! Mas tem de haver, pois a tecnologia tem de reparar as razões deste erro.

É o único email que me vem devolvido sempre.

O melhor é perguntar a um técnico, levando o teor do
que eles dizem em inglês (mais ou menos a traducção
que faço.
Em última instância não fazer nada!

Beijo,

Mª. Luísa


De M.Luísa Adães a 18 de Novembro de 2010 às 15:57
João, a tua Dor rtem de ser estudada.

Meu marido tem estado doente, mas recebemos agora a Tac.
Não tem nada de neurológico; não foi AVC
talvez paralisia da palpebra.

Por favor vai ao:

http://premios-prosa-poetica.blogs.sapo.pt

debruça-te sobre o que tenho escrito em prosa e
em especial (todos são especiais)pelo Talmude.

Estas são as minhas breves análises, sobre vários temas.

Espero por ti!

Beijos,

Mª. Luísa

p.s. tenho Hotel marcado no Rio para o Final do Ano.


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

.Link em selo



.links

.pesquisar

 

.subscrever feeds