Sábado, 2 de Dezembro de 2006

Fim de tarde


'Millet's Architectonic Angelus' de Salvador Dali
 “Millet's Architectonic Angelus”  de Salvador Dali


Nas parábolas displicentes
de metáforas que me chegam,
ouço acordes 
de muitos fins de tarde,
quando os sinos dobram,
quando o dia cai,
quando é chegada a noite
(a hora do Angelus)
e a hora de visitar meus percalços,
de lembrar de alegrias,
de tecer melancolia
e saudade,
em viagens sem fim...
Hora sonolenta,
horas violentas e cardíacas
do que vivi,
do que aprendi,
do que apreendi...
Hora danada, essa...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 20:54
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Cöllyßry a 2 de Dezembro de 2006 às 21:05
E melancolica saudade ao fim de uma tarde...
Bjocas doces Poeta querida_____________
Cõllybry


De jpcfilho a 2 de Dezembro de 2006 às 21:11
Olá Collybry, como é bom te ver de novo.. Um maravilhoso fim semana para você....beijos


De gaivotadaria a 4 de Dezembro de 2006 às 14:00
Hora danada essa de nostalgia! Por aqui são tantas as igrejas que se os sinos tocassem todos ao mesmo tempo não daria para escrever um poema lindo como este que aqui tens! beijinhos


De jpcfilho a 5 de Dezembro de 2006 às 07:06
Olá Gaivotadaria, é verdade o fim de tarde em cidade do interior, é realmente melancólica, e ainda mais com os dobres do sinos das igrejinhas, não tantas quanto aí, senão vira um carnaval.. beijos..


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds