Segunda-feira, 4 de Dezembro de 2006

Estar contigo


'Hermia and Lysander' de Julius Simmons
            “Hermia and Lysander”  de Julius Simmons


Tenho vontade
de estar contigo.
Estar contigo é viver,
é olhar teus olhos
de convites lascivos,
é ver tua boca
de alternâncias verbais
e sensuais.
Se na praça, na praia,
no bar,
olho teu corpo de convites
e estremecimentos.
Olhar-te
é ficar zonzo
e bobo,
é não dizer coisa com coisa,
é parecer perdido
e estar perdido,
é contar vantagens,
é usar artes e manhas,
é ter olhos de menino,
é querer colo,
é querer dar colo,
é sintetizar a vida
e a morte,
é perder o sul
e o norte...
É querer tudo contigo,
se já estou
escravizado...


De: João Costa Filho




publicado por jpcfilho às 22:12
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Mel de Carvalho a 5 de Dezembro de 2006 às 10:21
Amigo, belissimo o teu poema ...
Hoje escrevi um, que nem sequer postei mas
que te deixo aqui um extrato.
Recebe-o como um carinho de quem escreve sobre iguais temas.

"Alonga-te nos silêncios da madrugada
quando a manhã é verde
e o corpo nos pede a pausa do verbo...
(...)
Deixa que o sentimento dedei
em teclas abertas
em rotas infinitas de pele
na longitude do meu e do teu corpo
notas intermináveis d'oferta ...
(...)
Mas sim...
Deixa que me quede no concitar do olhar
dentro do brilho, Terra quente dos teus olhos...
E que em mim, no topázio do meu mar
sejam eles caravela em lento marear ..." - Mel de Carvalho

***
Um abraço, continuação de uma excelente semana, muita poesia ... tudo de bom amigo.

Mel in www.noitedemel.blogs.sapo.pt
(deixo-te este blog porque agora por falta de tempo, optei por fazer deste o meu principal, não obstante de ir deixando ou repondo poemas na maresia ...)


De jpcfilho a 5 de Dezembro de 2006 às 23:36
Olá Mel, obrigado pelo lindo, mas realmente temos alguns escritos em comum, e esse aí, eu gostei, e copiei, e vou ler bem devagar, depois te conto...beijos


De Maria a 5 de Dezembro de 2006 às 23:09
O amor é toda a tua libertação e mesmo que escravo fiques de todas as emoçoes.

Beijinhos
MAria


De jpcfilho a 5 de Dezembro de 2006 às 23:39
Querida Maria, obrigado pelo comentário, e estás eu meu coração...beijos


De gaivota da ria a 6 de Dezembro de 2006 às 18:34
Não há nada no espaço
Nós, somente e
O fogo que arde
No seu abraço
A agua que se desfaz
Na minha boca tremente
Nada no espaço
Eu e tu somente...




De jpcfilho a 7 de Dezembro de 2006 às 07:23
Linda Gaivotadaria, taí, isso aí é realmente uma poesia, e da pesada, muito boa mesmo...muitos beijos


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds