Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2006

Caminho perdido


'Lost illusions or Evening' de Charles Gleyre
                                       “Lost illusions or Evening”  de Charles Gleyre


Tenho de carregar,
desesperadamente,
algumas barcaças,
todas repletas de solidão,
de falar sozinho
e de não ter a quem dizer
do tempo, do meu tempo
e das coisas mais comuns
que me afligem.
Atavicamente, necessito
dizer de meus medos
e da mão pesada que é
carregar sobre os ombros
alguns cadáveres do passado
e sem futuro.
Tenho de atravessar aquela ponte
com a sobrecarga de mim
e de não ter a quem perguntar
onde.
Os caminhos, eu conheço,
mas não sei mais.
É caminhar!...
Meus passos dizem:
Para onde?...
E eu tenho de carregar
aquelas barcaças
e atravessar aquela ponte,
mas ninguém
para me dizer
como, porquê, para onde...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:15
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De gaivota da ria a 21 de Dezembro de 2006 às 22:50
Também me faço perguntas, também não obtenho respostas, talvez seja mais feliz quem não se debruça muito sobre o porquê das coisas...
E quantas vezes temos tantas pessoas à nossa volta e não temos ninguém para nos ouvir...
É Natal, alguns o festejam por simples tradição ou por outro motivo qualquer mas outros ainda acreditam que um dia nasceu um homem bom.
Feliz Natal.


De jpcfilho a 22 de Dezembro de 2006 às 07:19
Olá Gaivotadaria, que lindo apareceres aqui. Mas é isso mesmo, a verdade é que geralmente somos sós. Um Lindo e maravilhoso Natal..Todos os beijos


De Silvia a 22 de Dezembro de 2006 às 11:07
Às vezes pensamos que não temos a quem perguntar, não temos quem nos ouça, estamos perdidos...mas no fundo não vemos o quão é fácil encontrar o caminho. Existem sempre pessoas a quem podemos perguntar e mesmo que não possamos chegar a uma saída, todas as indicações nos conduzem a um conhecimento que poderá ser útil embora no momento pareça que não.
Espero que tenhas percebido o texto:
"Nada é despropositado na vida, tudo serviu para alguma coisa".
"Nunca é tarde para alguma coisa, simplesmente aquela é a nossa hora"

Bem, desejo um Bom Natal...o meu tem muito frio e até uma constipação que se dispensava mas...estas coisas aparecem e ....são uma chatice.
O teu Natal será com calor. Para mim o Natal tem mais magia com frio apesar de eu estar constipada. A áurea que se criou em volta deste dia (o Pai Natal com as renas no meio da neve) fica melhor representado com o frio..ficamos mais próximos da fantasia.

Mas também o que importa é o modo como encaramos este dia e o que ele significa para nós com ou sem neve.

Um feliz Natal e boas entradas não esquecendo também as saídas com juízo e sobretudo paz espiritual.

Felicidades


De jpcfilho a 23 de Dezembro de 2006 às 06:42
Olá Silvia, Obrigado pelo comentário, e tb te desejo um Natal maravilhoso, com muita neve, renas e Pai Natal, tudo a a menina tem direito. Mas se constipação...Todos os beijos e apareça sempre.


De Pequenita - Quando o Teu Corpo e o Meu.. a 22 de Dezembro de 2006 às 11:24
Um dia, Gabriel acordou, muito contente,
era a véspera de Natal,
pois para ele era uma data muito importante!
Era o dia do Aniversário do Menino Jesus,
e também o dia que Papai Noel
vinha visitá-lo todos os anos.
Com seus seis aninhos,
esperava ansiosamente o cair da noite para
voltar a dormir,
e no outro dia encontrar em seu pé de meia,
o seu presente de Natal,
pois nem tinha uma árvore de Natal.
Dormiu muito tarde,
para ver se pegava aquele velhinho no "flagra",
mas como o sono era maior que sua vontade,
dormiu profundamente.

Mas, na manhã de Natal,
percebeu que seu pé de meia não estava lá,
e que não havia presente nenhum em toda sua casa.

Seu pai desempregado, com os olhos cheios de água,
observava atentamente o seu filho,
e esperava para tomar coragem
para falar que o seu sonho não existia,
e com muita dor no coração, o chama:

- Gabriel, meu filho, vem cá!
- Papai?
- O que foi filho?
- O Papai Noel se esqueceu de mim...

Falando isso, Gabriel abraça o pai,
e os dois se põem a chorar,
quando Gabriel fala:
- Ele também se esqueceu de você pai?
- Não meu filho.
O melhor presente que eu poderia ter ganhado na vida,
está em meus braços,
e fique tranqüilo pois eu sei que o Papai Noel não
se esqueceu de você.
- Mas todas as outras crianças vizinhas
estão brincando com seus presentes...
ele pulou a nossa casa...
- Pulou não...o seu presente está te abraçando agora,
e vai te levar para um dos melhores passeios de sua vida!
E assim foram para um parque,
e Gabriel brincou com o pai durante o resto
do dia, voltando somente no começo da noite.
Chegando em casa muito sonolento,
Gabriel foi para seu quarto,
e "escreveu" para o Papai Noel:

"Querido Papai Noel,

Eu sei que é cedo demais para pedir alguma coisa,
mas quero agradecer o presente que o senhor me deu.
Desejo que todos os Natais que eu passe,
faça com que meu pai se esqueça de seus problemas,
e que ele possa se distrair comigo,
passando uma tarde maravilhosa como a de hoje.
Obrigado pela minha vida,
pois descobri que não são com brinquedos que
somos felizes, e sim,
com o verdadeiro sentimento que está dentro de nós,
que o senhor desperta nos Natais.

De quem te agradece por tudo,

Gabriel."

E foi dormir com um lindo sorriso nos lábios.

Entrando no quarto para dar boa noite ao seu filho,
o pai de Gabriel viu a cartinha,
e a partir desse dia, não deixou que seus
problemas afectassem a felicidade dele,
e começou a fazer que todo dia fosse um Natal para ambos.

Se um simples garotinho de seis anos,
conseguiu perceber que os melhores presentes
que se pode receber não são materiais,
porque nós não fazemos o mesmo?
Que todos vocês que estão lendo esta mensagem,
faça com que cada dia seja um Natal,
valorizando a amizade,
carinho e todos os sentimentos
bons que existem dentro de cada um,
e depende somente de nós mesmos
para botar pra fora...

FELIZ NATAL AMIGOS

beijocassssss


De jpcfilho a 23 de Dezembro de 2006 às 06:47
Olá Pequenita, lindo esse texto à respeito da vida em si. Realmente nos atemos as coisas materiais, mas o mais importantes esquecemos, que é o amor...Um lindo e Maravilhoso Natal. Muitos beijos.


De Zalinha a 22 de Dezembro de 2006 às 18:22

Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2006
FeLiZ NaTaL!!!!!


Na sua forma mais pura, a paz é...
silêncio eterno pleno do poder da verdade!
A paz é a principal característica de uma
"sociedade civilizada"
E...
o carácter dessa sociedade,
pode ver-se através da consciência colectiva
dos seus membros.



Com esta mensagem de paz ,

deixo-vos também o meu desejo ,

de feliz natal e de um ano novo repleto de coisas boas!

Que o novo ano vos traga ...

concretização de todos os vossos sonhos...

muita paz...

muito amor...

e...

sempre, sempre...

este abraço amigo...

com o qual sabem sempre poder contar!!

A todos o meu beijo e o meu sorriso:):)



De jpcfilho a 23 de Dezembro de 2006 às 06:51
Olá Zalinha, muita paz para vc tb, um maravilhoso Natal, e próspero Ano Novo. Obrigado pela visita. Todos os beijos


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds