Segunda-feira, 25 de Dezembro de 2006

O encontro


'Night shadows' de Edward Hopper
                                        "Night shadows"  de Edward Hopper


O céu tinha um porte plúmbeo,
o anoitecer fazia morno,
uma atmosfera rígida
nas cores.
Enigmaticamente, saí do bar,
com uma idéia fixa.
Todo mundo tem idéias fixas...
Apressei os passos
e entrei na noite,
a maquinar meu intento.
Seria hoje ou nunca!...
Hoje, seria definitivo,
chovesse ou caísse
a maior tempestade...
Fui me esgueirando pelas sombras,
remoendo, com angústia,
minha tribulação.
Cheguei à tocaia,
respirei fundo
e me preparei de coragem,
para o evento...
Não esperei muito
e logo aquela figura singular
aproximou-se, saindo do breu.
Vinha em minha direção,
com passos firmes, cadenciados, decididos...
Eu tremia e já não coordenava as idéias,
quando ela plantou-se em minha frente
e, incisiva, perguntou:
- O que queres?
- O teu perdão!
E feri, com uma lágrima...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 20:07
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Lu Rosario a 25 de Dezembro de 2006 às 23:44
Ao ler o poema...lembrei-me do quanto é dificil para as pessoas pedir perdão e tb perdoar...ainda bem que não tenho dificuldades com isso. Peço perdão rapidamente quando reconheço q estou errada.

E do Noé...não ganhei nada. Nem um caramelo ou pirulito.. e vc foi presentiado?

Beijos!


De jpcfilho a 26 de Dezembro de 2006 às 07:02
Olá Lu, é verdade pedir perdão é doloroso e sombrio para muitas pessoas. Mas falar de amor tb E quem ama, tem que dizer que ama, o que raramente acontece...Mas o velho barbudo tem que dar presente é a vc, e não a mim, que nem quero...todos os beijos.


De Sílvia a 26 de Dezembro de 2006 às 13:30
Quando se tem coragem para pedir perdão é sinal de que se tem uma alma grande e humilde. Quase sempre não se tem coragem para pedir. E é um gesto magnífico que nos torna grandiosos aos olhos dos outros. Mas quando se pede perdão tem que ser com o coração porque pedir por pedir é como nadar sem água. Há pessoas que passam a vida a pedir perdão e a cometer os mesmos erros e isso é "sacanagem" (termo brasileiro penso eu).

O Pai Natal é o meu pai de todos os dias e tenho sempre todos os dias muitas prendas sendo que este não foi excepção.

Porque não faz um portefólio com todos os seus poemas e vai a uma editora?

Boas festas


De jpcfilho a 27 de Dezembro de 2006 às 07:08
Olá Silvia, éisso aí minha querida: perdão foi feito pra gente pedir. Então é baixar os olhos e dizer que errou. E quem sabe começar de novo...beijos


De Mel de Carvalho a 26 de Dezembro de 2006 às 15:06
Meu amigo, na verdade é necessário estar investido de uma grande humildade para pedir perdão. Mas quem ama, meu querido amigo, nem sequer necessita de que lhe seja pedido perdão, porque para perdoar, implica culpar e, quem verdeiramente ama nem sequer culpa, porque não julga, não condena.
O amor, não é jurista, meu amigo ...
O amor é apenas amor... é esse bem maior que todos nós almegamos encontrar e, infelizmente, talvez por pequenez de nós, nalguns casos, qd o encontramos, o reconhecemos, não somos capazes de o aceitar incondicionalmente ... e nos darmos a esse bem!

O teu poema, como sempre, de uma enorme sensibilidade...
Bjs da(e) Mel ...


De jpcfilho a 27 de Dezembro de 2006 às 07:12
Olá minha doce amiga Mel (sem redundâncias), no amor é necessários doses bem dosados de todos os sentimentos acessórios, e penso que a humildade e o perdão são chifres da mesma cabra, portanto...Obrigado pelo comentário...Um Ano Novo maravilhoso...beijos


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds