Sábado, 21 de Março de 2009

Dias de pesca


'The voyage of Life - Old age' de Thomas Cole
                                       “The voyage of Life - Old age”  de Thomas Cole


Nada sei de vento,
mas foi o vento do norte
que bafejou naqueles dias.
Era o vento do norte
e a noite era fria.
Meu pai saiu para pescar,
deixando muita agonia.
Levou minha irmã,
meu irmão e minha tia.
Foi o vento do norte
que, em outra noite sombria,
levou minha mãe,
na jangada do Pescador.
Nada sei do mar
ou marujo seria,
mas sei que o vento do norte,
para mim, já assobia
a ir pescar, por esses dias.
Eu nada sei do Pescador,
mas, quando tiver de ir
a essa pescaria,
gostaria de lá reencontrar
meu pai, minha irmã,
meu irmão, minha mãe
e minha tia...


De: João Costa Filho


 


publicado por jpcfilho às 18:33
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De oriona a 22 de Março de 2009 às 01:35
Boa noite amigo!
Como estás? Não mais recebi sua visita, estou com saudades.

Tristes versos amigo, mas linda poesia és o expoente de mágicas palavras.

Beijos
Oriona


De M.Luísa Adães a 23 de Março de 2009 às 08:29
joão

Eu acredito que quando fores pescar
no Alto Mar
Com o vento do Norte
A bater
O cordame a ranger
as ondas a alterar,

tu vais encontrar:
teu pai,
tua Mãe,
tua irmã,
teu irmão,
tua tia
e se vão abraçar, beijar e chorar...

E depois vão pescar,
todos juntos
como Família
que são

Lindo poema, meu amigo! Lindo poema, eu te digo!

Com ternura,

Maria Luísa


De Secreta a 23 de Março de 2009 às 17:02
Talvez um dia encontres , mas não tão cedo...
Beijito.


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds