Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2007

Net


'Figure on virtual flight through binary code' de Carol & Mike Werner
         “Figure on virtual flight through binary code”
                                                  de Carol & Mike Werner



Agora, tenho virtude virtual,
aparência virtual
e um jeito virtual de ser.
Navego em mares estranhos,
vou e volto, todos os dias,
em distâncias luz,
em conhecimentos velozes
e viagens de navegante
estelar.
Aqui, se namora muito,
se fuxica muito mais
e muito se quer saber
e se aprende.
Os amores estão dispostos
em prateleiras, à escolha,
por idade, por sexo
ou preferências mil.
Fala-se muito de Natureza
e de ciências inacabadas.
Você pode enviar uma carta (e-mail)
e receber um “spam”, um vírus
ou até um cavalo,
só que de tróia.
Imagine quantas coisas pode receber
ou emular, no espaço,
e amar, também,
sem contágios, é claro,
e sem a indefectível camisinha.
Também se pode mentir muito,
contar enormes lorotas,
inclusive, a respeito da idade,
aparências físicas e que tais.
É o “point” das crianças e dos velhos,
mas o mundo dos adolescentes,
onde muitas almas estranhas
marcam encontros estranhos,
para confidências
e mais mentiras virtuais
e tanta coisa...
Mas, e mesmo aqui,
o homem continua
desvelando-se...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 22:33
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Silvia a 12 de Janeiro de 2007 às 20:56
Compreendo o teu ponto de vista mas é diferente do meu. Temos que destinguir ficção e realidade ou virtualidade e realidade. Você diz que se pode amar virtualmente...mentira. E às vezes mentimos a nós mesmos o que é triste. Eu já não estou na fase de me fantasiar por pessoas fictícias. Aliás eu faço uma diferenciação entre quem eu conheço e o que não passa da minha fantasia e simplesmente fantasia. Sexo na internet? Desconheço. Mas ...eu não sou séxologa e estou longe de ser uma entendida no assunto. De longe este mundo é o meu verdadeiro mundo. O meu mundo é o que vai acontecendo dia a dia. Aqui é a minha fantasia, livre expressão de opiniões e quase o meu diário aberto ao público. Agora namorar ou amar? Essa não entendi. Desculpa se vou contra as tuas ideias de virtualidade.

Beijos e espero poder continuar a fantasiar aqui com todo o respeito de sempre e com o mesmo sentido de responsabilidade que tem mantido neste espaço que por vezes é usado para chantagens ilegais por muitos que se dizem virtuais. Espero que assim continue.


De jpcfilho a 13 de Janeiro de 2007 às 07:28
Olá Silvia, mas é isso aí minha querida... É claro que tem muita coisa boa na net, e muita coisa tb aproveitável, e de uso educativo, as tem tb, e muita sacanagem (no mal sentido), com cá fora, e muita coisa despropositada, muita desonestidade, como cá fora, e tudo com cá fora com nosotros somos realmente...Mas reafirmo, que vale a pena, e tudo vale a pena se a alma não é pequena (Pessoa)...beijos


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds