Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007

Que diriam os loucos?


'Shimmering madness' de Sandy Skoglund
                                "Shimmering madness"  de Sandy Skoglund


Que diriam os loucos,
se adentrassem a profundidade
de meu espelho?
Que diriam os loucos,
se lessem as intermitências
de minhas entrelinhas
e se avaliassem os dogmas e as leis
que sigo, constitucionalmente,
à risca,
contra minha vontade?
Que tenho medo de internatos!?...
Que diriam os loucos
de minha sobriedade
e da postura
politicamente correta,
por covardia,
esquivando-me da possibilidade
do confronto,
se de tudo faço troça, me esquivo
e desdenho?
Que pensam os loucos
do ódio que grassa, entre os sóbrios
de espírito,
e da Santa Inquisição
do terceiro milênio,
perpetrada por sábios
e doutos profetas?
Que diriam dos políticos
genocidas,
que bebem, direto, na jugular,
o sangue dos desesperançados,
com promessas vãs?
Que diriam
de tantas outras barbáries
inimputáveis?
Com certeza, devem
pensar
que o hospício
é cá fora...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:06
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Plauto a 20 de Janeiro de 2007 às 00:23
João, me permita te chamar assim, sou brasileiro, moro no Rio de Janeiro, e já viajo nas páginas deste blog há muito, adoro sua poesia, acho-a brilhante.
Gostaria de saber se tem algum livro publicado, e se pode me dizer onde encontrá-lo.
Independente disto continuarei a navegar por aqui.
Um grande abraço.


De jpcfilho a 20 de Janeiro de 2007 às 07:41
Grande Plauto, obrigado por gostar de meus versos, mas não tenho livro publicado.Quem sabe um dia. E também moro no Rio de Janeiro. Apareça sempre... Grande abraço.


De Silvia a 20 de Janeiro de 2007 às 13:44
Mas podia ter...afinal se você quer e pode ...o que lhe falta mais? Essas são as maiores armas que temos.


De Silvia a 20 de Janeiro de 2007 às 13:42
Os loucos diriam que afinal os loucos andam à solta ...embora de tolos e loucos todos tenhamos um pouco confesso que penso que alguns exageram na sua dose de loucura.

Bom fim de semana


De jpcfilho a 20 de Janeiro de 2007 às 15:22
É verdade Silvia, todos temos um pouco, mas a loucura do homem tá aumetando a olhos vistos, e ninguém tá nem aí pra nada, sacou? Nosotros somos tão imediatistas e tão idiotista que nem percebemos nada da verdade que nos rodeia...beijos


De Silvia a 20 de Janeiro de 2007 às 20:44
Sabes que aqueles idiotas que não estão "nem aí" para a idiotice que nos rodeia são os mais felizes?
Porquê? Não pensam. Porque quem pensa até fica depressivo. Sacou?

Nós vivemos num mundo de loucos e eu acho que acabámos por ficar todos loucos porque quem aguenta tamanha loucura?

O que quero dizer é que manter a saniedade mental quando está tudo louco é difícil.

Eu penso que ainda tenho alguma...sim...devo ter...penso eu...bom....bye, bye


De jpcfilho a 20 de Janeiro de 2007 às 20:56
Na verdade Silvia, às vezes fico pensndo se sou doido ou não, pois na verdade quem deve saber são os outros. Pois doido num sabe que é doido. E aí então fica a mó bananosa sou eu, serão eles, somos todos nós? O mundo, esse grande hospício?
Peraí, vou se meu pé de jaca ainda tá na sala?
beijos


De Silvia a 21 de Janeiro de 2007 às 19:44
Desculpa não percebi a última frase antes dos beijos. Fiquei a pensar que "doideira" foi aquela?

Beijos


De Eärwen Tulcakelumë a 23 de Janeiro de 2007 às 20:09
Por certo pensariam...
Mas ainda bem que temo um pouco de loucura dentro de nós, que nos permite sermos nós mesmo.
Pérolas incandescentes de em forma de abraço.
Eärwen
23.01.07


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds