Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

Um simples enigma


'Les Heures  LÉternité et la Mort' de Xavier Mellery
                                “Les Heures – L’Éternité et la Mort”  de Xavier Mellery


E o passado
quando passa?...
Perguntou ontem
ao hoje.
E o presente?...
Argúi-me o agora.
E o hoje? Na ágora?
O futuro dirá?...
Que futuro? Que ontem?
Onde o amanhã?
Atemporais? Espaciais?
Estou solto nesse rodamoinho
tempo-espaço:
atemporais nos temporais.
Roda a vida, roda tudo,
roda tempo, roda o vento.
O que não roda?
A roda?...
Valerá a pena?
Um doce, pela resposta.
Dois doces,
pela resposta doce.
E quem viver verá? Viverá?
Veremos,
além das Escrituras?
Quem escreveu, sabia?...


De: João Costa Filho


 


publicado por jpcfilho às 20:03
link do post | favorito
De Lu Rosário a 23 de Dezembro de 2008 às 01:13
É melhor esquecer que há os tempos e suas conjugações.. o bom é somente viver!

Beijos!

PS: Saudades amigo mais que lindo!


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds