Sábado, 4 de Março de 2006

Erectus


'Man floating upside down - The First Book of Urizen' de William Blake
 "Man floating upside down"  de William Blake


Quando começo a perceber,
entendo que nada percebia
e as ondas me enviam
às tempestades
de meu centro sísmico,

onde atemorizantes trovões
vêm do não entender.
E mais quero saber
e multiplicar minhas ciências
e matemáticas
pelas palavras que li
naquelas pedras...
Ainda lembro alguns versos
que dizem de furacões
e bombas nucleares
e dedos apocalípticos,
em riste, no olho,
cegando o homem
e os deuses.
E a esperança ali,
os filósofos que atingem
o escopo das coisas
e sentenciam definitivos,
de tantas certezas
e aptidões proféticas...
Renuncio a tudo
e volto às cavernas,
de onde nunca
deveria ter escapado...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 19:32
link do post | favorito
De Anónimo a 5 de Março de 2006 às 23:27
Obrigado Analu, fico emocionado em saber que vc gostou, obrigado...beijo...espelhodesombras
</a>
(mailto:jpcfilho@sapo.pt)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds