Sexta-feira, 9 de Março de 2007

Espiando


'Silent observer' de Alfred Gockel
                            "Silent observer"  de Alfred Gockel


Estou te espiando.
Sempre estarei
espiando-te passar
e não falar.
Eu também não falo,
por conta de copiosa timidez,
mas te vigiar eu posso,
espiar também,
pois não tira pedaço
nem é infeccioso
e, ainda por cima, não mordo.
Pelo contrário,
quero apenas te olhar
e te fazer carícias imaginárias,
visto que não sei se
te interessaria a verdade,
quando eu te olharia
com esses olhos tão grandes,
te cheiraria
com esse nariz tão grande.
E essa boca...
Ah!... Essa boca enorme!...
É pra te bendizer!


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:36
link do post | favorito
De gaivota da ria a 10 de Março de 2007 às 01:31
Pronto, já cumpri o meu castigo por estar tanto tempo sem aqui vir! Se todos os castigos fossem assim! Transformavam-se em delicia já que é sempre um prazer ler poemas assinados "jpcfilho"!
Mas neste último poema que não foge à regra e tem a marca da qualidade das tuas palavras vou ter de brincar pq estou bem disposta: Mas tu afinal és o Lobo Mau! Coitada da Capuchinho e ainda dizes q a vais bendizer!
beijinhos, muitos


De jpcfilho a 10 de Março de 2007 às 08:24
Olá Gaviotinha, quanto tempo, todo mundo é um pouco lobo mau. E estou fazendo apenas minha parte...beijos


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds