Terça-feira, 3 de Abril de 2007

O silêncio de teus lábios


'Medusa' de Jean Delville
                                                            “Medusa”  de Jean Delville


O silêncio de teus lábios
e a agudez de teus olhos
dizem de tempestades
anunciadas,
um amanhã ruim.
Quando passaste a porta,
ficámos, eu e o mofo,
a roer roupas
e a descoser dias e noites
que seguiam, cinzas,
em minha retina.
Teu olhar afiado e indelével
vinga-se
com todas as punições.
Desafiaria a ponta de uma adaga
por um remoto perdão.
Mas ainda chove tristeza,
em mim,
de teus lábios crispados
para nunca mais...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 22:02
link do post | favorito
De Maria a 4 de Abril de 2007 às 00:21
olá joão.
Tantas tempestades e no silêncio que é silêncio... a dor .
Gosto muito tua poesia .

Espero que estejas bem.
Deixo beijinhos e um sorriso :))


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds