Sábado, 25 de Fevereiro de 2006

O vingador


'Fire' de Giuseppe Archimboldo
                  "Fire"  de Giuseppe Archimboldo


E o vingador,
de olhos rútilos,
apontou o revólver 
à vítima subjugada
e sentenciou:
A ti, besta fera,
que nunca deste
chance a ninguém,
nem a meu querido
filho,
deixo-te fazer
tuas orações, antes
de ires para o inferno,
que é teu lugar...
E o ateu,
na esperança de moribundo,
peregrinou por todos
os santos de sua infância,
mas, tudo indica,
nenhum o socorreu.
Ainda assim, rezou...
E respondeu a seu algoz:
Sou besta fera, sim, doutor,
disse significativamente,
mas todos somos,
por alguma razão justa...
E o estampido
fez a noite...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:50
link do post | favorito
De Anónimo a 26 de Fevereiro de 2006 às 15:16
Tempo!
Bendito tempo,
que as dores sempre acalma,
que aquieta as más lembranças,
que preserva a criança
que levo escondida em minh'alma.

Tempo!
Maldito tempo,
que marca meu rosto com garras,
que passa sobre meus sonhos,
que rasga a mágica tênue
da vida que se esvai nas floradas

marta
(http://perfumedemulher.blogs.sapo.pt)
(mailto:marta_ribeiro89@hotmail.com)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds