Terça-feira, 22 de Maio de 2007

Num dia assim


'Gust of wind' de Lucien Levy-Dhurmer
                                             “Gust of wind”  de Lucien Levy-Dhurmer


Foi num dia assim.
Chegou, olhou, sorriu,
fez trejeitos,
dançou, cantou, pulou,
como se fosse daqui
e como se tudo fosse seu.
Tomou posse, refestelou-se,
ficou dona do lugar,
se lambuzou.
Depois, chorou, amou, jurou,
viveu, viveram, vivemos,
invadiu, batalhou, guerreou,
sujeitou, sujeitaram-se...
E se mostrou.
Gritou, agrediu, bateu,
gemeu, chorou,
chorámos, choraram,
amou, jurou, prometeu,
traiu, rompeu, doeu,
pulsou, pulsaram,
sentimos...
Noutro dia assim,
foi, sumiu, escafedeu-se,
sem um adeus...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 22:02
link do post | favorito
De Lu Rosario a 23 de Maio de 2007 às 03:14
O mais importante é que houve um dia em que de tudo ele fez. Nesse dia ele bordou e aprontou.

Pode ter se escafedido...

mas daquele dia nunca irá se esquecer e um dia em um outro lugar, quem sabe ele não consiga aprontar todas como dantes?

E assim segue a vida.

Sem remorços.

Beijos.


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds