Segunda-feira, 28 de Maio de 2007

Minhas utopias


'The Tower of Babel' de Pieter Bruegel, the Elder
                                         “The Tower of Babel” de Pieter Bruegel, the Elder


Entretido em minhas utopias,
falta-me espaço real,
para tocar um viver simples.
Há muito, me alimento
do lúdico, do fantástico
em aventuras românticas
e contos mirabolantes
das doces histórias.
Sou viciado nessas viagens
e eterno passageiro
de vôos incríveis.
E, quando de volta
à minha caverna, aqui,
a realidade não é menos
prodigiosa ou estonteante,
pois que, na selva de pedra,
habitat de estranhos bichos,
há bichos homens,
muito mais perigosos
e traiçoeiros
do que os, lá, enfrentados
e com alguns recursos terríveis,
como a fala,
que nos faz uma Babel.
A vaidade que nos corrompe,
as eternas rivalidades
por qualquer taça de areia
e todos os apetrechos
para a autodestruição
de guerras sem fim.
Necessito de voltar
ao mundo do faz de conta
e esquecer este (i)mundo
faz de conta...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 22:01
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De pequenita a 29 de Maio de 2007 às 11:10
Os meus lábios são brancos como lagos…
Os meus braços são leves como afagos,
Vestiu-os o luar de sedas puras…

Sou chama e neve branca misteriosa…
E sou talvez, na noite voluptuosa,
Ó meu Poeta, o beijo que procuras!

beijoca


De jpcfilho a 30 de Maio de 2007 às 08:54
Olá Pequenita, se és o beijo que o poeta procura, chegou à perfeição, portanto linda; és o com~ço, o meio e o fim...beijos.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds