Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

O jardim do Éden


'The dark garden' de Yves Tanguy
                             “The dark garden”  de Yves Tanguy


Em um pátio, assim,
vi a estátua Virgem
estuprada pelo tempo,
a tempestade vândala,
a lama e o limo.
Vi adagas rubras
assassinando cristãos de pedra.
Vi anjos de mármore
praticando orgias banais
e múltiplos cordeiros
desfigurados no altar...
Cercado de crucifixos,
esse pátio de arte
encarcerava muitos homens
despedaçados e sem alma...
Mulheres desesperadas
com seus bebês de bronze
mutilados...
Mães aleitadas alimentavam
mil serpentes de areia e vidro.
Era uma tarde cinzenta,
nesse lugar de desencanto,
onde corvos desafinados
cantavam à escuridão.
Dizem: “os jardins suspensos”,
o “Éden”
feito pelo grande Poeta,
onde, agora, as criaturas
bebiam sangue e sujavam punhais,
constantemente,
em corpos de pedra,
bronze e mármore...


De: João Costa Filho


 


publicado por jpcfilho às 14:03
link do post | comentar | favorito
11 comentários:
De M.Luísa Adães a 29 de Julho de 2008 às 03:38
jpcfilho

Para mim, este poema dificíl de defenir parece-me um ´
quadro de Salvador Dali -
não tem as figuras de Dali,mas tem as palavras que
descrevem o mundo sem encanto, tenebroso, fantástico, louco e deslumbrante do Pintor.
Este poema é uma pintura de energia sombria e abstracta.

Muito bom!!!!

Maria Luísa


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds