Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2006

Do fundo do baú (3)


'Middle of summer' de Tamara Lempicka
       "Middle of summer"  de Tamara Lempicka


Desconhecida *

Não sei teu nome.
De ti, nada sei!
O teu sobrenome
também não sei.
Sei apenas
que, quando te vejo,
renasce em mim a esperança
e um desejo,
quase humano,
e volto a ser romântico.
E penso em alguém
com quem
dividir meus sonhos.
E, como o Pássaro,
renasço,
sob tua luz.
Então, algo novo
flui em mim
coisas já esquecidas!
E, cada vez que te revejo,
retorno ao lúdico.
E a esperança!...
Faz-me um novo homem,
afeito a quimeras,
desejos e objetivos.
Com você,
Desconhecida...


De: João Costa Filho

* 1.ª publicação - 7 de Novembro de 2005



publicado por jpcfilho às 20:49
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 18 de Fevereiro de 2006 às 06:47
Obrigado, Secreta, pela visita, volte sempre...beijosespelhodesombras
</a>
(mailto:jpcfilho@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Fevereiro de 2006 às 18:51
Bonito poema . Um/a desconhecido/a pode sempre cativar , quando menos esperamos . Beijitos.
Secreta
(http://secreta.blogs.sapo.pt)
(mailto:a_a_c@sapo.pt)


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds