Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2006

E como sofro...


'The invention of monsters' de Salvador Dali
                                   "The invention of monsters"  de Salvador Dali


Penso problemas
e sofro
de coisas ociosas
de monta nenhuma.
Sofro de esquálido,
sofro do nada,
sofro do que
quero sofrer.
Portanto, opto
por roteiros aziagos
e deslumbrantes na dor...
E, aí,
é só necessário
levantar os olhos
e, displicentemente,
ver a lepra,
os homens carcomidos,
os meninos da fome,
os pais atarantados,
as meninas dando por "derréis",
a vida como pesadelo.
Veros pesadelos,
sem escolha...
E eu me torturando,
para escrever dores
de faz de conta
para consumo
de quem
não sabe de nada...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:28
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2006 às 22:37
Sofrimentos tão pequenos ao pé de outros muito maiores mas tal como tu como eu sofro por isso mesmo...pois é, deixaste-me a pensar...gaivotadaria
(http://GaivotadaRia.blogs.sapo.pt)
(mailto:bgaivota@sapo.pt)


De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2006 às 22:25
Como eu penso isso todos os dias, às vezes envergonho-me dos meus sofrimentos. Todos os teus poemas são lindos...gaivotadaria
(http://GaivotadaRia.blogs.sapo.pt)
(mailto:bgaivota@sapo.pt)


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds