Domingo, 22 de Janeiro de 2006

Nós, os homens


'The Valley of Tears' de Gustave Doré
                                            "The Valley of Tears"  de Gustave Doré


E o homem
rezará todos os dias
e, depois,
apedrejará seus cadáveres,
num comportamento
de homem.
Tiram-se as vestes,
transparece-nos o cerne
e ainda não descobrimos
o fogo ou Deus.
Só a bomba!
E, de bíblica profecia,
o homem atira pedras
em si mesmo,
todo o dia,
toda a noite,
senão por Deus,
pela pátria, ideal,
ouro.
Pela verdade?...
Cospem-se holocaustos,
mijam-se genocídios.
Pela fé?...
E haja inspiração!...
Vamos jogando pedras,
para matar os mortos
e crucificar os vivos.


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 22:14
link do post | favorito
De Anónimo a 22 de Janeiro de 2006 às 23:04
A vida sempre é tão surpreendente que somente com uma boa dose de loucura conseguiremos fluir em suas ondas. Uma pessoa certinha vai ser muito rígida para agüentar a fluidez da vida. As pessoas que ficam loucas são aquelas que não aprenderam a conviver com suas loucuras. Acredite, não existe um mapa para ser feliz, mas existe uma forma de caminhar para ser feliz. Com serenidade, abertura, disponibilidade e uma grande dose de loucura. Não existe um mapa para a felicidade porque a felicidade consiste exatamente em explorar a vida com paixão e intensidade. Viva intensamente.
Rosa
(http://anjorosa.blogs.sapo.pt/)
(mailto:rosaoliveira29@hotmail.com)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds