Domingo, 8 de Janeiro de 2006

A-moral


'The number of the Beast is 666' de William Blake
   "The number of the Beast is 666"  de William Blake   


Eu, ariano
de raça pura,
que discrimino,
por gosto,
negros, índios, ciganos
e troianos,
e outros inferiores,
soube, há pouco,
de fonte digna,
que não sou tanto
e que um paradigma
aproxima meu DNA
e de meus ancestrais
ao do porco.
Pasmo de nojo,
mas, de ventas altaneiras
e inteligência superior,
evito a lama,
mas não a moral,
na qual chafurdo...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:06
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 8 de Janeiro de 2006 às 22:32
intrigante, excitante, surpreendentemente revoltante, meche sabe... cristina
</a>
(mailto:cmariliadedirceu@sapo.pt)


De Enzo Potel a 24 de Setembro de 2007 às 03:38
Estava eu a procurar William Blake em imagens no google, e caio neste poema MARAVILHOSO seu!

quem dera o próprio Blake escrevesse coisas tão boas assim!
lindo demais, parabéns, dá até uma invejazinha
hehehe



Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds