Sexta-feira, 9 de Dezembro de 2005

Alguns instantes


'Les amants' de Rene Magritte
                                                "Les amants"  de René Magritte


Menina, corre as providências,
já tarda
e temos muito a fazer
do que ficou, lá, distante,
quando moço, um dia...
Corre, menina,
ajuda com açoite das horas.
Temos de cuidar,
pois o tempo já cuida de nós
e há muito a fazer:
Temos de amar o amor,
orar e vigiar
e, de novo, olhar as estrelas
como se a primeira vez,
de sentir o alumio da lua,
ver os rios rolando e cantando,
as ruas largas de sol
e chuva,
a moça do adeus...
Fazer e falar o amor
e tanta dor!
Amor, único amor,
indivisível amor,
urge, menina, me ajuda
a pegar o perdido,
quero fazer
o que não fiz;
desperdícios...
Vou amar o que deixei
um dia...
Poderia ter sido feliz?
Mais feliz?...
Infeliz?
Eu era feliz?
Não sei, menina,
mas sei que é muito tarde.
Porquê, menina?...


De: João costa Filho



publicado por jpcfilho às 22:58
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds