Terça-feira, 10 de Março de 2009

Apenas um peregrino


'Searching for the 4th Dimension' de Salvador Dali
                             "Searching for the 4th Dimension"  de Salvador Dali


Peregrino de sonhos
onde me arrasto trôpego
na procura esquisita
de não sei o quê...
Ruas vazias,
idéias vazias,
mundo vazio
assoberbam-me
de nada
ou quase...
Sobre minha cabeça
chuviscam esquecimentos
em intermitentes embates.
Aí por dentro,
tudo inacabado
em decomposição
e saudade
nem sei do quê...

Das cartas que nunca escrevi,

não sei!
E, assim,
continuo tropeçando
em sombras
e, de olhos vendados,
procuro um olhar,
ou não sei o quê...
E vou em frente
com minha desordem mental,
meus desvarios,
minhas incertezas,

para onde?


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 19:00
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De M.Luísa Adães a 11 de Março de 2009 às 17:55
jpcfilho

Todos somos peregrinos
de destinos não nossos,
mas de quem?

De alguém somos,
com alguém caminhamos
num cruzar de caminhos
somos, sim!

Peregrinos de nós próprios,
trilhando a estrada dos impossíveis
à procura não sei de quê ou de quem

LINDOS OS TEUS VERSOS desconexos, mas teus,
ùnicamente teus.

Parabéns,

Maria Luísa


De paulovilmar a 11 de Março de 2009 às 20:07
João!
Seguimos, sempre, a procura de algo que desconhecemos... Mas que, certo, imaginamos...
Abraços!


De M.Luísa Adães a 12 de Março de 2009 às 20:26
JOÃO

tornei a enganar-me nas tuas letras; vai ao meu blogs
e responde ao desafio que te faço; basta seguir as regras.
Meteram-me neste sarilho a mim que nada percebo de jogos; trata-se de escrever um poema, por isso aderi e para não ser antipática.
De caminho e por baixo do desafio está o meu poema
último, de nome" FONTE " que fica para trás por causa dos jogos. Para eu não ficar mais triste do que estou, comenta o poema "Fonte" escrito com tanto carinho.
Mas lê as regras do jogo, eu deixei um poema escrito,
como é exigido!

Beijos e responde, por favor.

Maria Luisa
dos jogos


De TiBéu ( Isa) a 13 de Março de 2009 às 23:15
Passei para ler os teus poemas os quais gosto muito. Bom fim de semana e um bj carinhosos


De oriona a 16 de Março de 2009 às 00:56
Nós, eternos peregrinos de estradas incertas
com idéias incertas. Caminhos vazios, cartas não escritas, palavras não ditas, sonhos inacabados e o enigmático desejo de sonhar cada dia mais. Os olhares tornam-se fantasias e frente ao espelho não me reconheço, não vejo nada em mim além de sonhos e essa louca negação da realidade imposta por mãos alheias e que sorriem sem eu me sentir feliz.

Saudades
muitos beijos!
Oriona


De Eärwen Tulcakelumë a 18 de Março de 2009 às 20:42
João

Sempre nos questionamos quanto aos caminhos, quanto as atitudes...
Gostei dos versos.

Pérolas incandescentes de inspiração entrego em tuas mãos.

Eärwen


De Cöllyßry a 21 de Março de 2009 às 18:38
O caminho do sonho, por vezes nos leva a lugares incertos, mas sonhe sim Poeta...

Doce beijo


De M.Luísa Adães a 23 de Março de 2009 às 08:41
João

E não comentei este poema de beleza incrível;
perdoa-me!

Mas sabes, tu sabes os poetas são incoerentes e absurdos nos seus pedidos.

Sim, meu amigo,
És Peregrino neste mundo, nesta vida
E por mais que sofras,
Não deixas de ser Peregrino

Tropeçando,
sem ver o caminho,
mas escolheste o caminho
e não te lembras!

E vais andando
sem saber para onde,
mas um dia encontras
o lugar, as sombras ,
e as vozes caladas

Encontras tudo,
Eu afirmo!

belo poema,

Beijos,

Mª. Luísa


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds