Segunda-feira, 22 de Maio de 2006

Eu e o rio


'Landscape with waterfall' de Thomas Moran
       “Landscape with waterfall”  de Thomas Moran


Estou aprisionado,
mas sou como rio
represado,
que rola, geme, estala,
despenha veloz,
reclama, grita, não cala.
Não sou água parada.
Não sou o lago presunçoso.
Sou rio, sou pássaro,
nunca o mesmo.
Não tenho paragem,
mostro minha inquietude
de rio.
Minha vocação
é correr sem destino.
Nada me deterá.
Até o encontrar,
rolarei muitos seixos,
subirei para o sol,
deitarei nas nuvens,
cairei em chuvas,
chuvas de mim,
a ver meu destino,
sem amarras,
para as aventuras
e outros horizontes...


De: João Costa Filho




publicado por jpcfilho às 21:57
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Maria a 23 de Maio de 2006 às 10:05
Com a tua alma desenharás o teu mundo profundamente,porque Ser é tudo isso e mais que os outros o poeta sente.
Beijinhos e muitos sorrisos
Maria


De jpcfilho a 24 de Maio de 2006 às 08:11
Olá Maria, mui obrigado pelo comentário, vosmicê que é poeta, sabe que somos tudo: oceanos , montanhas e rios...beijos.


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds