Quarta-feira, 19 de Julho de 2006

Do fundo do baú (51)


'Dreaming nudes' de Alfred Gockel
                                             "Dreaming nudes"  de Alfred Gockel


Traições *

De repente,
acordo à noite
e vejo-as passar,
uma a uma,
como numa procissão,
de passos lentos
e olhos inescrutáveis,
e penso:
a quantas enganei?
ou quantas me enganaram?
Então, faço os cálculos
e, pela média aritmética,
imagino
estamos quites.
Viro-me na cama
e durmo tranqüilo...
Boas noites!...


De: João Costa Filho

* 1.ª publicação – 23 de Novembro de 2005



publicado por jpcfilho às 21:13
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Ana Luar a 20 de Julho de 2006 às 19:06
Possivelmente estarás quite... duvido é que te deites com essa calma toda.
O poema está lindo!

Beijo_______TE


De jpcfilho a 21 de Julho de 2006 às 09:13

Ana, não dá nunca para saber quem está quites, poranto émelhor virar para lado mesmo. E tens razão como saber? obrigado e beijos...


De Sílvia a 21 de Julho de 2006 às 22:39
Este poema é super engraçado...
Qual o idiota que faz contas às traições?
Até porque as traições não são meramente uma questão de cálculos...pela idiotice da personagem que foi inventada ele faz rir(no bom sentido).
Se todas as pessoas fossem tão descontraídas nunca se sentiria o peso das "antenas" (não são da televisão) na cabeça...
Infelizmente deverá haver vários assim...são os tontos da sociedade...

Continua a viver da melhor forma...


De jpcfilho a 22 de Julho de 2006 às 18:19

Grande Silvia, é isso mesmo, apenas brincadeirinhas com os chifres, e quem não os tem ou teve...Obrigado pelos comentários, gosto muito...beijos


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds