Sábado, 26 de Agosto de 2006

Ode às lembranças


'Romantic idyll' de Wilhelm Kray
              "Romantic idyll"  de Wilhelm Kray


Arrebata-me, menina,
e diz-me das coisas
que quero ouvir,
desde há séculos...
Quero escutar
os sons da vida
e de tua voz,
ouvir loucuras
e mentiras cruéis,
juras, muitas juras,
sem pudor, sem pejo.
Engana-me, menina,
mas faz-me feliz.
Fala-me de flores,
de encantamentos,
dos rios,
dos piqueniques à sombra
de algum jardim.
Fala-me de sexo,
promete-me tudo,
alimenta-me de ilusões
e de sonhos tresloucados.
Faz-me ninar,
conta-me histórias
e mente muito,
pois, nos finalmentes,
tudo é ilusão...
Então, sem melindres,
realiza minha fantasia
de que és tu,
tão somente,
uma mágica de Deus
e, assim, não importa
que mintas,
que me traias,
que sejas decepcionante,
depois de ires.
Porque, o pior, querida,
mil vezes pior,
é nunca ter,
sequer, lembranças...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:30
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Silvia a 27 de Agosto de 2006 às 21:02
Há lembranças maravilhosas na vida de cada um de nós. Ter momentos de ilusão, de fascínio é imprescindível para alimentar as nossas vidas. Mas há mentiras e traições muito dolorosas e eu não sei se queria ter um momento de felecidade no presente à custa da minha infelicidade no futuro. A personagem parece não se preocupar muito com o futuro. Mas de que me serve um momento feliz se nunca mais acontecer ao longo da minha vida? Vai-se tornar tão longinquo que já nem lembrança irá ser...e se o for irá ser marcada pela tristeza. Vamos pensar que é possível ser feliz sem mentir e sem trair...parece que o personagem já não acredita ser possível...ele quer ser enganado...parece não ter amor próprio...temos que nos valorizar sempre e cada vez mais...senão ninguém o fará.


Em relação ao Brasil:

Claro que ainda é um país que se pode visitar e o que aconteceu pode acontecer em qualquer país. Eu s~e um dia tiver a sorte se o visitar será uma viagem organizada, estruturada e se possível a sitios com segurança pq em todos os países há de tudo.
Entretanto como não posso visitar pq não tenho dinheiro (é importante para pequenos momentos) resta o sonho...o sonho comanda a vida.

Até breve.


De jpcfilho a 28 de Agosto de 2006 às 00:24
Olá Silvia, o grande lance é viver o amor, e viver veemente e prazeroso, com fé e todas as velas pandas, e se para isso tiver que sofrer no futuro, nem me importo, pois cada momento é cada momento, e como diz o velho ditado: "quem não arrisca, não petisca"... Se tivermos muitas preocupaçõese ficarmos a medir cada gesto, será difícil, então temos que arrsicar e viver... E se não der certo, ficarás com as lembranças, pois ruim mesmo é não ter lembranças, nem saudades....
E o Brasil está te esperando, o Cristo de braços abertos procê e para Guanabara....beijos.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds