Quinta-feira, 31 de Agosto de 2006

Simbioses


'Garden of hope' de Kim Parker
                             "Garden of hope"  de Kim Parker


Na vida,
tudo é tão efêmero.
Passa a dor,
nasce o amor,
morre a flor,
nasce a dor,
morre o amor,
passa a flor...
Ela passa, tudo passa
em simbioses
de fauna, flora e poluição...
E, nisso, os momentos
poderiam perpetuar-se,
se fossem
nossos momentos...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 21:05
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Sandy a 1 de Setembro de 2006 às 00:28
A efemeridade da vida é aquela que mais nos atormenta, porque sabendo que ela é efémera, todas as outras coisas o são. O melhor nisto tudo é lutar para que o amor não seja efémero e que apenas o seja quando a morte chegar... beijinhos


De jpcfilho a 1 de Setembro de 2006 às 08:52
Linda Sandy, quanto tempo? É querida, tudo efemero, rápido, sem repeteco para as devidas correções.. Então é orar e vigiar, e viver bem, ou o melhor possível...beijos


De pequenita a 1 de Setembro de 2006 às 16:37
Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui...além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente...
Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois, se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...

Bom fim de semana
beijocas


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds