Sábado, 16 de Setembro de 2006

Do outro lado da rua


'Waiting by the window' de Carl Vilhelm Holsoe
          "Waiting by the window"  de Carl Vilhelm Holsoe


Do outro lado da rua,
tem um corpo
dependente de ti,
uma alma
irmã da tua,
um sonho igual ao teu.
Do outro lado,
tem um peito aberto,
para te agasalhar
nas noites insones,
de muitos conflitos,
de lágrimas, choros e gritos
e tristezas,
das sombras noturnas
a te tumultuar.
Do outro lado da rua,
mora a saudade,
para matar a saudade,
só por te abraçar.
Lá, também tem gemidos,
noites longas
e todas as afinidades contigo.
Do outro lado,
está a certeza de tua conquista
e a mão amiga
estendida, para te dar,
o ombro amigo, para te ouvir,
o coração, para te falar.
Do outro lado,
mora um sonhador...


De: João Costa Filho



publicado por jpcfilho às 20:40
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De Lu Rosario a 16 de Setembro de 2006 às 21:26
Do outro lado mora a sua outra parte. Este é o meu resumo para seu lindo poema... rsrs.
Dei muita risada com seu comentário dizendo que pecará muuuuuuito.....kkk.......mas depende do que é pecado não é verdade? E´pensar só naquilo é bom demais, nos deixa marcas enormes que acaba por nos vestir de algo original nos deixando em lamas até os cabelos......hehehehehe......Beijão!


De jpcfilho a 16 de Setembro de 2006 às 23:23
Olá Lu, é isso aí, todos os pecados do lado de baixo da linha do equador são válidos, desde que não confesses..Aliás o que é pecado?....beijos


De Cöllyßry a 16 de Setembro de 2006 às 23:42
Do outro lado da Rua.....................quase diria estou eu, maravilhando-me e deixando meu braço estendido,
abertas as mãos, contigo caminhar, esvoaçando neste bailar de sentimentos....................................
No baú, haverá uma imagem antiga de uma linda Mulhar debruçada numa janela virada para um jardim???não encontro para um poema escrrito, se sim, a espero,doce beijo
Meu rasto


De jpcfilho a 17 de Setembro de 2006 às 10:02
Olá Collybry, obrigado pela doce crítica, é sempre bom te ler... E quanto a foto vou ver, se encontrar pego procê, ou te aviso onde...beijos.


De Cöllyßry a 16 de Setembro de 2006 às 23:52
Levei comomigo, no olharindiscreto estará_______
Esvoaço em volta de Ti________________________
Cõllybry


De Mily a 17 de Setembro de 2006 às 06:19
Procurando uma imagem na net, vim dar aqui, e confesso que me encantei com teus poemas. São fortes, sentidos, profundos, e trazem nos versos um desvendar de alma de puro encantamento.

Parabéns pelo teu espaço!

Deixo um sorriso e uma flor para enfeitar o teu domingo.


De jpcfilho a 17 de Setembro de 2006 às 09:35
Olá Mily, muito obrigado pela visita e pelas palavras. ótimo domingo... flores e beijos


De Naeno a 12 de Dezembro de 2006 às 18:58
Do outro lado, separando-nos um mar imenso, existie um poeta que faz coisas que tocam meu coiração nessa distância.

Um abraço

Naeno


De jpcfilho a 15 de Dezembro de 2006 às 07:01
Olá Naeno, obrigado por atravessar o Atlântico para me visitar. Estamos aqui as ordens, e por favor volte sempre...Grande abraço.


De Anónimo a 27 de Julho de 2009 às 05:18
Fiz uma pesquisa em relação a frase : do outro lado da rua, me chamou muito atenção tua poesia mais não sei ao certo oq estou procurando sei q de uns meses para cá esse nome me vem como lampejos na memoria é como se ouvisse mesmo alguém me dizendo sempre essa frase sou kardecista e como tal acredito em certas coisas q podem não fazer muito sentido para outras pessoas;se fizer algum sentido para vc me diz.
Bjos


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds