Quinta-feira, 26 de Outubro de 2006

Estás em tudo



                                                  “A water idyll”  de Hans Zatzka


Em cada nuvem, estás...
Em cada árvore, estás...
Nas estrelas,
nas ondas do mar
e a passear nos rios.
És a representação
de tudo:
do que se move
e do inerte.
És o passarinho que canta,
com as asas espalmadas,
a alma que alevanta
os versos,
os reversos.
És a primeira manhã.
És todas as manhãs.
Nada é concebível,
sem tua presença,
sem tua voz,
sem
o desenho incrível
que és,
que me sufoca...
Irresistível brasa,
em mim,
gravada em mim...


De: João Costa Filho




publicado por jpcfilho às 21:22
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Silvia a 26 de Outubro de 2006 às 21:30
Lindo demais para ser comentado.


De jpcfilho a 27 de Outubro de 2006 às 00:24
Olá Silvia, obrigado pelo comentário, mas o poema, é a interpretação de quem o lê, portanto o mérito é seu....beijo.


De Maria a 27 de Outubro de 2006 às 00:22
Quem está assim presente senão o amor?
Lindo joão este teu poema.
Beijinhos
Maria


De jpcfilho a 27 de Outubro de 2006 às 00:26
Maria, muito obrigado pelo lindo, mas vc é muito mais...beijos.


De Cöllyßry a 28 de Outubro de 2006 às 16:59
E tambem eu sou passrinho que esvoaça nestas longinquas que se fazem perto, estas paragens...Lindo, Senti a ansencia no olhar e vitral...
está tudo bem???doce poeta...doce beijo eu deixo___
Cõllybry


De jpcfilho a 29 de Outubro de 2006 às 01:52
Olá Collybry, tu que esvoaças distancias inimagináveis, na missão divina de beija-flor, me dás a mor honra em pousares em meus espinhos.beijos


Comentar post

.Ao som de:


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 15 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.Link em selo



.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds