Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

Aqueles olhos


'Her eyes are with her thoughts' de Sir Lawrence Alma-TademaA
                        “Her eyes are with her thoughts”  de Sir Lawrence Alma-Tadema


Nos olhos, espelhos
molhando o infinito,
uma luz intensa
iluminava um adeus.
Olhos de dor
falam todos os idiomas,
dizem tudo de sofrer
de amor.
Olhar aqueles olhos
é integração,
é abandonar-se
e participar de danos
pungentes e amargurados.
Olhar aqueles olhos
é sentir
os nervos da alma
arranhados em cacos de vidros
e cair num abismo
que não é teu,
nem o adeus é teu,
mas é tua a condenação
de sofrer por aqueles
olhos
que não te vêem...


De: João Costa Filho

 

 

Para os amigos. esse é o espaço de Maria Luísa Adães:     

 http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt  


 


publicado por jpcfilho às 06:17
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Pólvora a 13 de Setembro de 2008 às 08:46
Bonito...tem graça que já senti isso...os olhos eram meus de facto o adeus é que não e a prova disso é que ainda choram por isso.

bjs


De oriona a 14 de Setembro de 2008 às 18:28
Quanto mistério esconde um olhar, quantos segredos existem nos olhares que não conhecemos? O olhar é uma linda poesia.
E lindo é teu poema!

Ótimo domingo para ti
Beijos e abraços
Te admiro muito.


De Zélia a 17 de Setembro de 2008 às 12:10
É um belo poema!!!
Gostei, imenso...


Beijos de luz e um dia especial para você...


De menina sonhadora a 17 de Setembro de 2008 às 22:44
Sem duvida um bonito poema, todos nos ja sentimos um pouco isso
bjs


De Cöllyßry a 18 de Setembro de 2008 às 18:52
Supreendida, fiquei...Será sempre bem recebido lá no meu OlharIndiscreto...
O olhar que é o espelho da Alma, belo versejar este Seu...

Beijito, belo Poeta


De M.Luísa Adães a 23 de Setembro de 2008 às 16:30
Jpcfilho

Maria luísa agradece o espaço que lhe pertence.

Meu amigo, os poetas pensam várias coisas, mudam outras, retiram as primeiras e induzem os outros, a coisas erradas.
Lindos esses olhos que descreves e para tua condenação não te vêm ... e tu estás muito longe deles! Afirmo!
Lindo o teu poema, como tudo o que escreves!

tens de fazer o favor de rectificar o nome do blogs

para : prosa-poetica.blogs.sapo.pt (rápido).


Mudei de ideias e não quero outro blogs; este caminhou no mundo das trevas, muito tem a dizer e
não vai ser banido por mim, pois cheguei à conclusão
"que o amo" e por isso, sofri e Ele sofreu, no meio de
tanta escuridão.

Desculpa a ausência, mas peço benevolência para o
meu dizer e desdizer. Mas agradeço muito o teu cuidado! Muda o nome do blogs e vamos esquecer!
Espero que o tornado tenha seguido outros rumos.
Acredito num Deus Maior!

beijos,

Maria Luísa

p.s. escrevi "Solidão" - Hoje, às 16h de Portugal.


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 16 seguidores

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ficastes

. Quase ontem

. Denúncia

. ADEUS, AMIGO

. ...

. Bendito fruto

. ...

. Amor animal

. Interiores

. A partida

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.subscrever feeds